Espaço de debate de temas de Economia Portuguesa e de outros que com esta se relacionam, numa perspectiva de desenvolvimento

terça-feira, outubro 03, 2006

A lei de Okun

Segundo a lei de Okun (Arthur Okun), por cada cada 2 a 2,5% de quebra do PNB relativamente ao PNB potencial, a taxa de desemprego aumenta 1 ponto percentual.
“Quer dizer, a lei de Okun proporciona a ligação vital entre o mercado dos produtos e o mercado de trabalho. Descreve a associação entre os movimento de curto prazo do PNB real e as variações do desemprego”


(citação extraida de Samuelson e Northaus, Economia, McGraw Hill, Lisboa,1993, p.661)

1 comentário:

Alina Gonçalves disse...

Nos textos mais acima li que o Orçamento de Estado prevê um crescimento de 1,8%, mas o ministro Teixeira dos Santos vê com optimismo uns possíveis 2,2%. Ora assim sendo e segundo a lei de Okun, será de esperar que se as projecções mais optimistas se verificarem o desemprego diminua em 1%.
No entanto e na minha opinião, esta lei é um bocado complexa porque como todos sabem o mercado de trabalho é um pouco rígido, ou seja, ele não responde imediatamente. É conhecimento de todos que as empresas não despedem sem motivos,pois encorreriam em custos, esperando assim pelo fim do contrato. Já contratar mais trabalhadores é relativamente mais barato e fácil.